Home Clínica Profissionais Contato

Laringoscopia

 

Serve para identificar diversos problemas na laringe (pregas vocais e demais estruturas).

A laringoscopia é realizada com um aparelho chamado laringoscópio que possui em sua extremidade uma câmera pequeníssima que permite ao médico observar o interior das vias aéreas superiores de seu paciente.

O procedimento tem duração média de 5 a 10 minutos. O paciente permanece sentado durante todo o procedimento, apenas com a língua para fora da boca, se for o caso.

O exame é solicitado nos casos de pacientes que apresentam: tosse persistente, rouquidão, dificuldade para engolir etc.

 

 

Vectoeletronistagmografia

(Teste de Labirintite)

 

É o exame que avalia o sistema vestibular, que é o órgão responsável pelo nosso equilíbrio.

São colocados alguns eletrodos no paciente (como na foto ao lado) e, após isso, são disparados alguns estímulos de luz e jatos de ar ou água nos ouvidos, permitindo medir o sistema vestibular, examinando os registros e constatando se há algum problema que pode afetar o corpo e causar sintomas diversos por conta de desvios ou formação do sistema sensorial. O exame é indicado no diagnóstico de doenças popularmente chamadas de

"labirintites", como tonturas e vertigens, desequilíbrio e zumbidos.

 

 

Exame BERA

 

O exame avalia a integridade das vias auditivas, desde a orelha interna até o tronco cerebral, sendo possível determinar se existe ou não perda auditiva e, caso haja, se ela está relacionada com lesões na cóclea, no nervo auditivo ou no tronco encefálico.

É indicado para realizar o diagnóstico de perda auditiva em crianças e adultos, identificar como está o desenvolvimento das vias auditivas, diagnosticar problemas nervo auditivo.

Trata-se de um exame auditivo indolor, não invasivo e que pode ser realizado em crianças e adultos.

 

 

Impedânciometria

 

A impedanciometria (ou imitanciometria) é um exame que tem o objetivo de avaliar as condições do ouvido médio, detectando se há ou não indícios de secreção nele, bem como a mobilidade do tímpano, dos ossículos (martelo, bigorna e estribo) e a disfunção da tuba auditiva.

O exame é de grande utilidade para identificar otites catarrais crônicas e também permite identificar os tipos de perda auditiva. Além disso, também permite inferir sobre o funcionamento da tuba auditiva.

 

 

 

 

 

Teste de Contato ou Patch Test

 

Os testes de contato são a prova mais eficiente para confirmar o diagnóstico e etiologia da dermatite de contato (alergia crônica de pele). O teste de contato com a bateria padrão possui 30 substâncias. Por exemplo: esmaltes, desodorantes, cosméticos etc. É realizado colocando-se um adesivo com as substâncias a serem testadas colado nas costas do paciente. Em seguida, o paciente volta a sua rotina normal, mas com cuidado para não expor o local a água e sol. Depois são feitas duas leituras, uma inicial após 48h (dois dias) e outra com 72h (três dias). Um dia após a retirada dos adesivos é entregue o laudo.

Teste Cutâneo Alérgico ou Prick Test

 

É um tipo de exame que consiste em detectar quais alérgenos o indivíduo é sensível.

Este exame é indicado para avaliar a presença de alergias a determinados agentes específicos, tais como, ácaros, fungos, pólens, barata, epitélios de cães e gatos, penas, alimentos. Com o conhecimento destes agentes, podemos coordenar uma série de medidas para melhor controle das alergias. O teste é realizado no antebraço direito, com a aplicação dos alérgenos. Após 15 – 20 minutos que os alérgenos foram aplicados, a leitura é feita e saberá quais substâncias deram positivo ou negativo.

 

Vacinação

 

As vacinas são um dos mecanismos mais eficazes na defesa do organismo humano contra agentes infecciosos e bacterianos, e consiste na proteção do corpo por meio de resistências às doenças que o atingiriam. Na Clínica Gilson Castro temos diversas vacinas e elas são acelulares, ou seja, as chances de ocorrerem eventos adversos são menos frequentes e intensas.

 

Imunize você e sua família!

 

 

Terapia com Psicóloga

 

A terapia possibilita ao indivíduo, alternativas para lidar com prejuízos funcionais que geram sensações e situações desagradáveis, formulando junto a aquele que busca por atendimento, o entendimento de que não são apenas as situações que determinam as emoções e comportamentos de um indivíduo, mas, as avaliações cognitivas e interpretações que acabam por determinar as emoções e comportamentos a respeito de determinadas situações, salienta-se ainda que estas avaliações e interpretações estão inteiramente relacionadas as experiências de vida de cada indivíduo e crenças sobre o eu, o outro e o mundo.

Sala de Coleta

Endoanálises

 

Para melhor atendermos, temos parceria com o laboratório ENDOANÁLISES para que você possa realizar seus exames de sangue sem precisar sair do nosso estabelecimento.

Teste da Orelhinha

 

O teste da orelhinha é feito para identificar se há problemas auditivos no recém-nascido.

O exame é indolor e é feito enquanto o bebê está dormindo. O fonoaudiólogo coloca um aparelho, que produz estímulos sonoros leves e mede o retorno desses estímulos de estruturas do ouvido interno.

Os bebês que não passaram na triagem por este exame devem realizar o BERA AUTOMÁTICO que é o exame de complementação para o teste da orelhinha.

Esse diagnóstico precoce é extremamente importante para permitir que a criança com a deficiência desenvolva uma linguagem muito próxima a de uma criança ouvinte.

Este exame pode, todavia, ser realizado em pacientes de qualquer idade, sendo indicados para pacientes com suspeitas de trauma acústico, zumbido e profissionais que se expõem a ruído.

 

 

 

 

Audiometria

 

A audiometria é um exame que avalia a audição e deve ser realizado pelo profissional especializado, o fonoaudiólogo.

O paciente, no interior de uma cabine, é testado para sua audição. O resultado é expresso em um audiograma, que é um gráfico que revela as capacidades auditivas do paciente.

Os principais tipos de audiometria são:

• audiometria tonal, que é considerado um teste subjetivo para avaliar o grau e o tipo de perda auditiva

• audiometria vocal, que pesquisa a capacidade de compreensão da fala humana.

• Audiometria ocupacional - avalia a audição dos trabalhadores expostos ao ruído no trabalho, para detectar possíveis alterações auditivas.

Também realizamos audiometria ocupacional de admissão, periódico e demissional para empresas.

ESTROBOSCOPIA

 

Trata-se de um exame detalhado da laringe, que visa investigar a causa de alterações vocais, buscando possíveis patologias. Ele tem uma luz estroboscópica, que facilita na busca de lesões nas partes internas das cordas vocais.

Indica-se a realização deste exame em casos de alterações da voz (disfonia), como voz rouca, tensa, áspera, e nos casos de afonias, quando há perda total da voz.

PAC – PROCESSAMENTO AUDITIVO CENTRAL

 

Processamento Auditivo Central é a capacidade que o sistema nervoso tem para traduzir as informações enviadas pela audição. Essa habilidade está diretamente relacionada com a localização dos sons, a possibilidade de prestar atenção em um som e ignorar outros, memorizar sons.

Para pessoas com transtorno de processamento auditivo central, realizar algumas tarefas simples pode ser praticamente impossível. As dificuldades de concentração provocada pelo problema podem ser facilmente confundida com transtornos de atenção, falta de interesse, por isso, é preciso prestar atenção aos sinais do transtorno.

Após percebidos os sinais do transtorno do processamento auditivo central, é fundamental procurar um otorrinolaringologista.

Uma avaliação específica do processamento auditivo é realizada por um fonoaudiólogo da área audiológica.

 

 

 

MICROSCÓPIO

 

Usado para melhor avaliação das doenças do ouvido assim como para aspiração otológica, curativos, realização de biópsias dentro da orelha e acompanhamento de pacientes no pós operatório de cirurgia de ouvido.

 

 

POLISSONOGRAFIA

 

É um teste que avalia inúmeros parâmetros do sono.

O exame de polissonografia é feito em pacientes com ronco, suspeita de apneia do sono, com dispneia (falta de ar) à noite, com sonolência excessiva durante o dia, com sensação de que o sono não recarrega as energias, com problema de memória, com hipertensão grave ou com sono agitado. A polissonografia é o padrão-ouro para diagnóstico de distúrbios do sono em adultos, adolescentes e crianças.  Caso você possua algum desses sintomas, procure-nos. A nossa clínica já está disponibilizando esse exame e ele é feito de forma domiciliar para seu melhor conforto.

 

 

 

 

BERA AUTOMÁTICO

 

A OMS e os especialistas em audiologia tem verificado a importância da realização do Bera automático, que é um exame rápido e de custo relativamente baixo, associado ao exame de EOA de modo a maximizar a triagem diagnóstica para deficiência auditiva nos neonatos e lactentes, reduzindo o máximo o número de falsos negativos.

Os exames de triagem auditiva – Emissões Otoacústicas Evocadas e Bera Automático – podem ser solicitados pelo pediatra que acompanha a criança e, no caso de falha dos resultados, estes pacientes devem ser encaminhados ao especialista otorrinolaringologista, para que este proceda a bateria completa de exames para confirmação diagnóstica.

Estamos disponibilizando, desta forma, os exames de Bera automático além dos já conhecidos exames de Emissões Otoacústicas (teste da orelhinha) para ampliar o horizonte diagnóstico para todos os neonatos e lactentes que apresentem ou não os indicadores de risco para deficiência auditiva.

 

 

 

Todos os direitos reservados

 Clínica Gilson Castro

BERA AUTOMÁTICO

 

A OMS e os especialistas em audiologia tem verificado a importância da realização do Bera automático, que é um exame rápido e de custo relativamente baixo, associado ao exame de EOA de modo a maximizar a triagem diagnóstica para deficiência auditiva nos neonatos e lactentes, reduzindo o máximo o número de falsos negativos.

Os exames de triagem auditiva – Emissões Otoacústicas Evocadas e Bera Automático – podem ser solicitados pelo pediatra que acompanha a criança e, no caso de falha dos resultados, estes pacientes devem ser encaminhados ao especialista otorrinolaringologista, para que este proceda a bateria completa de exames para confirmação diagnóstica.

Estamos disponibilizando, desta forma, os exames de Bera automático além dos já conhecidos exames de Emissões Otoacústicas (teste da orelhinha) para ampliar o horizonte diagnóstico para todos os neonatos e lactentes que apresentem ou não os indicadores de risco para deficiência auditiva.